O valor a considerar pela companhia de seguros para o Seguro Mutirriscos de uma casa é responsabilidade do proprietário, ou seja do tomador do seguro.

Existem vários factores que se deve levar em linha de conta, logo à partida e talvez os principais, são:

  • O que pretende segurar: as paredes e o conteúdo; só paredes; ou só conteúdo?
  • Qual o nível de coberturas que pretende?

Sendo que em alguns casos o seguro de incêndio e elementos da natureza é obrigatório relativamente às paredes, neste caso o seguro de paredes tem mesmo de ser contratado, e o conteúdo pode ser uma opção.

No que diz respeito a capitais seguros, ou vulgarmente chamado valor seguro o mesmo deve ter sempre em linha de conta quanto custaria a sua reposição em novo à data do sinistro.

Assim o valor do capital seguro deve corresponder:

  • ao custo de reconstrução do imóvel no caso das paredes, tendo em conta o tipo de construção e outros factores que possam influenciar esse custo;
  • relativamente ao conteúdo, o valor da reposição em novo de equipamentos ou materiais com as mesmas características;
  • ainda no que diz respeito às paredes, o  valor matricial, no caso de edifícios que vão ser demolidos ou expropriados.

Se no que diz respeito ao conteúdo é relativamente fácil, basta saber o que tem e estar atento à evolução do mercado onde os equipamentos eléctricos e electrónicos terão as maiores volatilidades e por vezes dificuldades por já não existirem em comercialização. O ideal é ter sempre as facturas e brochuras com características guardados.

Quanto ao valor de reconstrução muitas companhias de seguro já têm incorporado nos simuladores formas de cálculo com base num valor de reconstrução que até 2014 era publicado em diário da republica, mas que deixou de ser e dai para cá baseiam-se numa recomendação da Associação Portuguesa dos Peritos Avaliadores de Engenharia.

No entanto estes valores são médias para construção normal, caso se trate de uma construção com características e matérias diferenciadas deve-se levar isso em linha de conta.

Relativamente ao capital seguro versus indemnização os segurado, o capital seguro nunca deve ser inferior ao real, nem superior porque em caso de sinistro a lei prevê que seja aplicada a regra da proporcionalidade.

Se uma casa que tenha como custo de reconstrução de 100.000€ e esteja segura por 80.000€, em caso de qualquer sinistro a companhia de seguros só vai pagar 80% do valor do sinistro, mesmo que este seja inferior aos 80.000€ de capital seguro.

Para evitar chatices algumas companhias de seguro, como a Tranquilidade ou a Mapfre, desenvolveram produtos, chamados de primeiro risco, em que não é definido o capital seguro, mas sim valores reconstrução ou substituição em novo, com base nas áreas e tipologias da casa, e características do conteúdo.

Simular seguro de vida

SIMULE AQUI OS SEUS SEGUROS:

Que seguro(s) quer simular?

O seu nome (campo necessário)

O seu contacto telefónico (campo necessário)

O seu email (campo necessário)

Mais dados sobre o(s) seguro(s) que pretende simular:

Fácil, grátis, sem compromissos e personalizado com as melhores condições do mercado

Deixe o seu comentário

Subscribe!