Para calcular o preço de um seguro de vida, as companhias de seguros levam em linha de conta vários factores, como a idade, o capital seguro, o prazo, estado de saúde e histórico clínico, da ou das pessoas a segurar, por exemplo, mas há uma que muitas vezes desvalorizamos e que também é muito importante, que é a profissão!

Nas condições gerais de todos os contratos de seguro de vida está referido que o cliente tem a obrigação de informar a companhia de seguros sempre que mude de profissão. Isto porque o risco de sinistro, morte ou invalidez, pode alterar em função da profissão, imagine que é bombeiro, tem uma profissão muito nobre e de grande importância para a sociedade, sem dúvida, mas a maior parte das companhias de seguro agrava o prémio dos seguros de vida pelo risco elevado da profissão, embora algumas como a Real Vida Seguros, só agrava na cobertura de Invalidez Total e Permanente!

Logo se um bombeiro deixar de o ser, deve informar a companhia de seguros ou o mediador de seguros por escrito a informar a nova actividade profissional, porque pode ter uma boa surpresa no final do mês!

Mesmo que a nova actividade profissional seja similar à anterior na sua opinião, o dever de informação mantém-se  e como mais vale prevenir do que remediar, não deixe de o fazer!

Se não o fizer a companhia de seguros tem a legitimidade de recusa de responsabilidade em qualquer sinistro que possa ocorrer por falta de informação.

SIMULE AQUI O SEU SEGURO DE VIDA DO CRÉDITO HABITAÇÃO:

O seu nome (campo necessário)

O seu email (campo necessário)

O seu contacto telefónico (campo necessário)

A sua data de nascimento (campo necessário)

A data de nascimento da segunda pessoa segura (caso exista)

Valor actual do financiamento (campo necessário)

Fácil, grátis, sem compromissos e personalizado com as melhores condições

Deixe o seu comentário

Subscribe!