Intermediação de Crédito, passado, presente e futuro!

Há quem pense que a intermediação de crédito é uma atividade nova em Portugal, mas o que é certo é que já existem empresas a desenvolver esta atividade no nosso País há cerca de 20 anos, como são o caso da Decisões e Soluções e da Exchange.
No passado denominadas de consultores financeiros, hoje intermediários de crédito, por imposição do Banco de Portugal.
Até janeiro 2018 não existia legislação que regulasse esta atividade, entre 2007 e 2010 passaram imensas empresas pelo nosso mercado, de uma forma desregulada, no entanto empresas como as que referimos a trás, porque sempre trabalharam de uma forma séria e estruturada, conseguiram superar a crise do subprime e ainda hoje se mantém.
Nessa altura muitas das empresas denominadas de consultoras financeiras, dedicavam-se essencialmente ao crédito pessoal, consolidado e a alguns produtos específicos para resolver problemas financeiros dos clientes.
A Decisões e Soluções, por exemplo nunca se dedicou por completo a estes produtos, optando muito mais por se focar no crédito habitação, quer na negociação com os bancos as melhores condições para os seus clientes que já tinham crédito habitação, ou para novos créditos.

A maior parte destas empresas eram vistas como empresas que tratavam de créditos de pessoas com dificuldades, o que nem sempre era verdade, como no caso da Decisões e Soluções que sempre teve clientes de todas as classes sociais, com maior ou menor capacidade financeira.
Mas a crise e a legislação vieram de certa forma limpar o mercado e troná-lo mais transparente e sério, no passado havia empresas a cobrar só para receberem a documentação do cliente, algo difícil de acontecer nos dias de hoje, porque por exemplo os intermediários de crédito vinculados, que trabalham com vários bancos não podem sequer cobrar qualquer valor pelo serviço prestado.
No passado não havendo legislação, era muito mais fácil burlar e não cumprir com os clientes, hoje quem não cumprir arrisca-se a pesadas coimas e até a perder a licença para exercer a atividade.
Hoje alguns bancos já começam a preparar processos para que a angariação de clientes de crédito passe ainda mais pelos intermediários de crédito, o que lhe permite diminuir os custos fixos com pessoal e instalações tendo uma força de trabalho com custos variáveis.
No futuro a Intermediação de Crédito, para além dos clientes já estarem de certa forma catalogados com plafons de crédito pré-aprovados, os pedidos e formalização de crédito serão em grande parte geridos pelos intermediários de crédito.
Muito à imagem do que se passa hoje com as companhias de seguros, que têm escritórios localizados estrategicamente em termos geográficos e call centers a atender clientes, que muitas vezes reencaminham para os mediadores.
Teremos com toda a certeza uma forma diferente de nos relacionarmos com os bancos, nomeadamente no que ao crédito diz respeito.
Facto que até pode trazer grandes vantagens para os clientes, pois com um único interlocutor têm acesso a vários bancos com horários alargados.
Saiba também o que faz o Intermediário de Crédito!

PREENCHA O FORMULÁRIO QUE NÓS PROCURAMOS A MELHOR SOLUÇÃO PARA O SEU SEGURO VÁRIOS:

    Fácil, grátis, sem compromissos e personalizado com as melhores condições!

    Leave a Comment

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *