Escolher o melhor Seguro de Vida o mais Jovem possível

Porque quando somos jovens o risco de termos patologias associadas ou incapacidades por doença ou acidente é menor, logo será mais fácil de contratar e mais barato o prémio de seguro a pagar.
Quando nos propomos fazer um seguro de vida, como por exemplo o que está associado ao crédito habitação, e remetemos a proposta à seguradora, temos que responder a um questionário, sobre o nosso histórico clínico.
Se tem ou teve alguma doença das mais graves, como por exemplo:

  • Do foro cardiovascular (exemplo: ataque cardíaco, pressão arterial alta, transtornos valvulares);
  • Ou cérebro vascular (exemplo: ictus, acidente isquémico transitório);
  • Alguns Tumores (exemplo: cancro, carcinoma in-situ, linfomas, leucemia);
  • No sistema digestivo ou do fígado (exemplo: colite ulcerosa, hepatite);
  • Nos rins (exemplo: insuficiência renal, glomerulonefrite);
  • Pulmonar (exemplo: doença crónica pulmonar obstrutiva, enfisema);
  • Endócrina (exemplo: diabetes, tiroide);
  • Do foro mental ou psiquiátrica (exemplo: ansiedade, depressão);
  • Tipo neurológica (exemplo: esclerose múltipla, epilepsia, paralisia);
  • Musculosquelética (exemplo: hérnia de disco, fibromialgia);
  • Alguma doença sanguínea (exemplo: mieloma, anemia);
  • Alguma doença dos olhos ou ouvidos (exemplo: glaucoma, tinnitus);
  • Alguma doença de pele ou infeciosa (exemplo: psoríases, HIV);
  • Entre outras questões, como:
  • Se já esteve hospitalizado(a)?
  • Se já foi submetido(a) a alguma intervenção cirúrgica?
  • Se tem alguma incapacidade física ou mental?
  • simular seguro de vida

    Enumeramos só algumas, sendo que terá ainda que declarar não ter qualquer doença congénita e que não omite nenhum problema de saúde, mesmo que este não lhe tenha sido perguntado.
    Ora, se vai contratar ou transferir um seguro de vida e tem alguma patologia, deverá informar a mesma no questionário da proposta, podendo ser necessário adicionar alguma documentação, para esclarecer melhor a situação clínica da pessoa segura. Haverá uma análise de toda a documentação e informação, pelo departamento clínico da seguradora. Dessa análise poderá ter três hipóteses de decisão: a patologia ser aceite, ou ser excluída não ficando garantida pelo seguro e/ou agravar o preço do seguro.
    No entanto se a patologia aparecer durante a vigência do contrato de seguro, a companhia não pode agravar nem excluir essa patologia.
    No caso do seguro de vida associado ao crédito habitação, e outro qualquer, pode sempre mudar de companhia quando quiser, desde que seja melhor para si, se já estiver bem, pode tentar melhorar, mas quanto melhor estiver, menor será o risco de não conseguir melhorar por ter alguma patologia.:

    PREENCHA O FORMULÁRIO QUE NÓS PROCURAMOS A MELHOR SOLUÇÃO PARA O SEU SEGURO DE VIDA DO CRÉDITO HABITAÇÃO:

      Fácil, grátis, sem compromissos e personalizado com as melhores condições!

      Leave a Comment

      O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *